Fique ligado nos 7 sintomas que podem livrar de um infarto

Conhecer os principais sintomas de infarto é a melhor maneira de evitar surpresas e não desenvolver consequências perigosas à saúde. Grande parte dos traços descritos por pacientes que apresentaram esse problema cardiovascular são fáceis de diagnosticar e representam dor quase que incapacitante.

infarto do miocárdio é a necrose de uma das regiões do coração que não está recebendo a irrigação sanguínea necessária. O quadro resulta de uma série de fatores somados ao longo dos anos e, principalmente, do acúmulo de colesterol na parede das artérias que comportam o transporte do sangue.

Fatores de risco

coracao1Hábitos nocivos à saúde como fumo e dieta desregrada são os principais desencadeadores desse problema cardiovascular. Quem apresenta diabetes, tem histórico familiar de doenças do coração, pressão alta, níveis desequilibrados de colesterol, estresse e é sedentário, tem grandes riscos de desenvolver a interrupção da passagem de sangue.

Por estar ligado a diversos hábitos, é possível dizer que o infarto é uma doença que pode ser prevenida. Para ter saúde de ferro e não correr riscos, é importante se alimentar bem, deixar o cigarro de lado, investir em exercícios físicos semanais, manter a saúde mental e, de vez em quando, ir ao médico. Faça uma revisão para identificar possíveis riscos.

Veja 7 sintomas de infarto

Confira uma lista completa com os principais sintomas de infarto descritos por pacientes que já tiveram problemas cardiovasculares. Anote, fique de olho e jamais descuide de sua saúde.

  • Dor forte na região peitoral e que pode se espalhar para os lados. Ela é combinada a uma terrível sensação de pressão. Costuma durar aproximadamente 30 minutos
  • Ardência no peito – sintoma normalmente confundido com um dos principais traços da azia. Ao contrário do problema estomacal, esse sinal não é tratado com pastilhas efervescentes ou outros remédios
  • Suor frioexcessivo e sem motivo aparente
  • Enjoo e vontade de vomitar
  • Tontura e desmaios
  • Ansiedade e agitação descontrolada. O paciente sente grande nervosismo sem explicação
  • Sensação dolorida que pode se espalhar para o braço direito e maxilar.

Por: Redação Doutíssima em 14 de jul de 2016

Obervação: As dores no peito devem ser investigadas por médico especialista. Foto: iStock, Getty Imagesnfarto

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *