Dia Mundial de Combate ao AVC: entenda causas e sintomas

Dia 29 de outubro é o Dia Mundial de Combate ao Acidente Vascular Cerebral. Causas da doença incluem hipertensão e diabetes.

O Acidente Vascular Cerebral (AVC) é a principal causa de morte no Brasil e a principal causa de incapacidade no mundo! Estimam os especialistas que uma em cada seis pessoas pode ter um AVC na vida.

Uma recomendação para quem tem os fatores de risco é conversar com o médico sobre o doppler, o ultrassom da artéria carótida para observar se as paredes das artérias estão mais finas ou entupidas. Hábitos saudáveis como exercícios regulares ou deixar de fumar ajudam a reverter os fatores de risco de maneira visível, de acordo com o especialista.

Mais sobre a campanha e o AVC

O tema, escolhido pelos líderes da Organização Mundial de AVC (World Stroke Organization – WSO), destaca o fato de que o AVC pode ser prevenido e que aqueles que sofreram a doença podem se recuperar totalmente, mantendo a qualidade de vida com o atendimento e tratamento corretos. Apontam ainda, a importância da família e cuidadores, e das associações de apoio aos familiares. O AVC ocorre em virtude de alterações do fluxo sanguíneo no cérebro, podendo se originar a partir de uma obstrução de vasos sanguíneos (acidente vascular cerebral isquêmico) ou de uma ruptura do vaso (acidente vascular cerebral hemorrágico), este de maior letalidade. Os principais fatores que podem desencadear um AVC são: pressão alta, diabetes, colesterol alto, sedentarismo, tabagismo, obesidade, problemas cardíacos, maus hábitos alimentares e estresse.

Como se prevenir do AVC
Como se prevenir do AVC

Os especialistas enfatizam ainda que o AVC é “uma emergência médica e precisa ser rapidamente reconhecido e tratado”. No Brasil, o AVC é a principal causa de morte e de incapacidade permanente. Um estudo realizado na USP de Ribeirão Preto confirma que a população é muito mal informada sobre o AVC. Um dos responsáveis pela pesquisa, o neurologista Octávio Marques Pontes-Neto, garante que um dos motivos para o grande número de sequelas e óbitos no país é a falta de informação sobre como reconhecer os sintomas. “AVC é uma emergência médica e todos devem saber reconhecer seus sintomas”, afirma o neurologista. Os principais sintomas de AVC são:

– Inicio súbito de fraqueza muscular ou dormência em um lado do corpo.

– Perda súbita da fala, dificuldade para falar (fala enrolada) ou para entender os outros.

– Perda súbita da visão em um ou ambos os olhos

– Dificuldade para mover um lado do corpo ou andar de início súbito.

– Dor de cabeça inédita com início súbito (explosivo)

Segundo o Ministério da Saúde, mais de 90 mil pessoas morrem por ano no país em decorrência do AVC, doença responsável também por 40% das aposentadorias precoces. A Organização Mundial da Saúde (OMS) alerta que mais de 15 milhões de pessoas têm AVC por ano no mundo, sendo que aproximadamente cinco milhões de pessoas morrem e outros cinco milhões ficam com sequelas mentais e físicas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *