Metade dos adultos com diabetes não sabe que tem a doença

É possível realizar testes rápidos de glicemia nos postos de saúde para verificar sintomas indicativos de diabetes.

De acordo com a Federação Internacional do Diabetes, metade dos adultos que tem a doença não foi diagnosticado. Dessa forma, não tomam os cuidados necessários para tratar a doença.

Por isso, a entidade lançou uma campanha para incentivar o rastreamento do diabetes e reduzir os riscos de complicações, como a evolução para o diabetes tipo 2.

Balanço da federação aponta que 415 milhões de adultos viviam com diabetes em 2015. A previsão é de que esse número chegue a 642 milhões em 2040 – uma proporção de um adulto diabético para cada dez adultos no planeta.

“Muitas pessoas vivem com diabetes tipo 2 por muito tempo sem que tenham ciência de sua condição. Quando recebem o diagnóstico, as complicações provocadas pela doença podem já estar presentes”, destaca a federação.

Os números mostram ainda que até 70% dos casos de diabetes tipo 2 podem ser prevenidos por meio da adoção de hábitos mais saudáveis. A quantidade deve representar cerca de 160 milhões de pacientes até 2040.

“Diante de índices crescentes de subnutrição e de baixa atividade física entre crianças de diversos países, o diabetes tipo 2 na infância tem potencial para se tornar um problema de saúde pública global, provocando sérias consequências”, acrescenta a entidade.

Em diversas localidades do mundo, o diabetes figura como a principal causa de cegueira, doenças cardiovasculares, falência renal e amputação de membros inferiores.

Fonte: Portal Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *