“Brasil enfrenta um dos seus momentos mais difíceis”, diz filósofo

O filósofo e professor da Unicamp Roberto Romano avalia que Michel Temer encontra-se encurralado; “Um presidente tem de demonstrar e exercitar sua autoridade, o que não acontece hoje. Michel Temer é um pato manco não tem voz de comando que sofre oposição de esquerda e não conta com o apoio de todos os setores da direita”, condena Romano;

247 – O doutor em filosofia e  professor de ética da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), Roberto Romano, destacou em reportagem do UOL o momento frágil que o Brasil enfrenta. “Existem múltiplas tentativas de explicar o que acontece hoje. A mais sólida é que estamos chegando ao ápice de uma crise de Estado e sociedade na qual não existe mais condições de comando e obediência”, relata.

O filósofo afirma que, “um presidente tem de demonstrar e exercitar sua autoridade, o que não acontece hoje. Michel Temer é um pato manco não tem voz de comando”, condena Romano.

Romano compara a situação de Michel Temer com a enfrentada pela presidenta Dilma. “No momento do impeachment, a ex-presidente contava com um grupo forte de apoiadores do PT (Partido dos Trabalhadores) e da esquerda. Hoje a situação é muito pior, pois o presidente da República tem oposição da esquerda e não tem o apoio efetivo da direita”, avalia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *