PDT analisa expulsar Carlos Eduardo Alves por apoiar candidato de extrema-direita

Está na Coluna Esplanada, de Leandro Mazzini, no jornal O Dia

O PDT vive um incêndio interno. Pelo menos 15 membros do Diretório Nacional enviaram carta à Comissão de Ética do partido pedindo a expulsão de candidatos ao governo que vão disputar o 2º turno por apoiarem Jair Bolsonaro (PSL) para presidente: Amazonino Mendes (AM), Carlos Eduardo Alves (RN) e o juiz Odilon (MS). Presidente do PDT, Carlos Lupi (foto) está numa sinuca de bico.

De um lado, a coerência ideológica e o ‘apoio crítico’ declarado a Fernando Haddad (PT). De outro, a possibilidade de o partido obter vitórias em dois Estados (AM e RN), traindo o PT.

Blogdobarbosa

Foto reproduzida da Internet

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *