Macau: Eleição para o Conselho Tutelar foi uma prévia de como será a sucessão municipal

Macau – Quem presenciou o processo eleitoral, em Macau, para a escolha dos cincos Conselheiros Tutelares, ficou estarrecido com o acirramento político envolvidos os concorrentes. O clima eleitoral foi tão tenso que culminou com a presença da guarda e da polícia em alguns locais para acalma os cabos eleitorais. Uma espécie de sucessão municipal.

Se numa simples eleição houve todo esse furdunço, imagine nas eleições municipais de 2020 na disputa para o Palácio João Melo – sede do Poder executivo municipal e para o Palácio Afonso Solino – sede do Poder o legislativo.

Mas o que levou essa eleição para o Conselho Tutelar ser marcada pela histeria? O fato é que muitos políticos com mandatos apostaram em alguns candidatos, esperando ter o retorno em 2020, daí a euforia.

Com inúmeros pré-candidatos a sucessão macauense de 2020 será praticamente a mais disputadas das ultimas décadas. Isso é bom porque o eleitor macauense terá mais opção de escolha. É assim que funciona uma democracia.

Foto: Prefeito Tulio Lemos provável candidato a reeleição

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *