Projeto de criação de algas marinhas começa a ser implantado em Macau

Dentro dos objetivos iniciais em implantar em Macau o projeto de criação de algas marinhas, em escala industrial, o Professor Maulori Cabral, da Universidade Federal do Rio de Janeiro e um dos Coordenadores do ProAlga visitou, na quinta-feira, dia 26, e na segunda-feira, dia 30/12, juntamente com o professor Antonio-Alberto Cortez, Secretário Municipal de Agricultura e Pesca de Macau, o BNB e o Ministério da Agricultura, respectivamente, sendo recepcionados pelos Superintendentes Jorge Bagdêve (BNB) e Roberto Carlos Razera Papa (MAPA). Na pauta, a apresentação das propostas de Desenvolvimento em Bases Sustentáveis a partir do cultivo de Macroalgas, no caso, a espécie Kappaphicus alvarezii. Considerando o inestimável potencial para as práticas relativas às maricultura no litoral macauense, o Professor Maulori acredita ser real a possibilidade de, nas águas do Município de Macau serem produzidas com sucesso esse recurso algáceo, cujas inúmeras aplicações na indústria alimentar são inegáveis.

Na próxima sexta-feira, em visita à Diogo Lopes, espera-se definir junto à Colônia de Pescadores Z-41 o espaço para implantação do Projeto Piloto para o Cultivo da KAPPAPHICUS ALVAREZIL, projeto este a ser executado mediante parceria com a empresa Norte Pesca e acompanhamento da UFRN, UFERSA e IF-Macau. O Município de Macau, por intermédio do Prefeito Túlio Lemos apoia esta iniciativa a partir do convite ao professor Mauroli Cabral para a realização do Workshop da Macroalga, no Teatro de AMA em setembro e outubro de 2019, que mostra o seu contentamento ao afirmar que “os estudos desenvolvidos pelo professor Mauroli nos dá a certeza que o cultivo de algas em Macau acontecerá em breve para gerar emprego e renda para os macauenses. O professor da UFRN e Secretário Municipal de Agricultura e Pesca, Antonio-Alberto Cortez, vem representando o prefeito Túlio Lemos em todas as ocasiões em que se trata a implantação da criação de algas marinhas nas águas salgadas de Macau.

Com informações do RN360°

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *